Producer duo accuses Alok of not paying and crediting authorship of 15 hits, and DJ counters; Video for “Un Ratito” goes off the air

The video for “Un Ratito”, music by Alok in partnership with Juliette, Luis Fonsi, Mike Towers and Lenny Tavárez, was removed from YouTube this Monday (24). According to a message that appears on the platform, the “video is no longer available due to a copyright infringement notice from Kevin Daniel Brauer de Oliveira”.

Kevin is one of the members of the duo Sevenn. He and his brother, Sean Brauer, claim to have worked as “ghost producers” for Alok and still claim to be the authors of 15 songs by the Brazilian, including the track “Un Ratito”. The clash between the musicians became public last Friday (21), after the release of a report by Billboard magazine, which brings the complaints of the Americans.

[
Vídeo de “Un Ratito” foi removido do YouTube. (Foto: Reprodução/YouTube)

À publicação, os irmãos Brauer disseram não ter recebido nem crédito, nem pagamentos pelas colaborações: “Alok inicialmente ajudou e ficamos felizes em retribuir o favor, até que começamos a perceber que ele estava lucrando enormemente com nosso trabalho sem oferecer nada substancial em troca”. Além disso, na opinião dos estadunidenses, seriam eles os responsáveis pela criação do gênero Brazilian Bass, pelo qual Alok se tornou conhecido mundialmente.

Junto das acusações, Sevenn forneceu evidências à Billboard, como e-mails e trocas de mensagens no WhatsApp com Alok por mais de seis anos — bem como gravações de áudio do DJ discutindo pedidos de produção e faixas finalizadas. Além de “Un Ratito”, as faixas citadas na reportagem são: “Favela” (Alok e Ina Wroldsen), “Fuego” (Alok e Bhaskar), “Suave” (Alok e Matheus & Kauan), “Got To Get a Grip” (remix de Mick Jagger), “Piece of Your Heart” (remix de Meduza), “BYOB” (remix de System of a Down) e “All I want” (Alok e Liu).

Ao G1, os advogados da dupla afirmaram que pretendem entrar com uma ação judicial contra o DJ pelo uso das faixas. Além disso, eles também disseram que o brasileiro tentou silenciá-los por meio de cláusulas contratuais que previam multa de R$ 2 milhões a cada vez que os artistas falassem um do outro, publicamente. Robson Cunha, defesa de Alok, declarou que a cláusula de silencio nunca existiu e que cabe ao Sevenn provar o que diz.

Alok nega as acusações

No sábado (22), Alok usou os Stories do Instagram para negar as acusações, rebatendo ainda críticas e o modo com que a dupla de produtores resolveu divulgar a notícia do imbróglio, procurando uma revista internacional. “Acho que esse é um assunto sério, porque muitas vezes, artistas têm suas obras utilizadas por terceiros e não são creditados por isso, mas isso não pode ser banalizado dessa forma como estão fazendo. Se um artista tem algo a contestar, ele precisa ir pelas vias judiciais”, declarou.

Continua depois da Publicidade

O DJ aproveitou para ressaltar que Kevin é creditado como autor da música “Un Ratito”, ainda que a obra original feita pelos dois tenha passado por alterações para ser lançada. Também em seu relato, Alok alegou que seis músicas lançadas pelo Sevenn — “Boom”, “Tam tam”, “Beautiful tonight”, “BYOB”, “BYOB (Sevenn remix)” e “It’s always you” — teriam sido criadas por ele, assim como o gênero Brazilian Bass. Por fim, o artista afirmou que somente se tornou alvo de acusações após rescindir seu contrato com a Audiomix e Marcos Araújo, ex-empresário que continua agenciando os norte-americanos. Assista ao depoimento na íntegra:

Seven’s version

After Alok, it was the Sevenn duo’s turn to manifest on social media. In the videos, brothers Kevin and Sean refute the arguments published by the Brazilian, asking why the DJ did not respond to questions from the magazine “Billboard”. The artists also showed what would be a notification of the duo with the accusations, in addition to a series of files and versions of songs to prove that the aforementioned tracks would have been made almost entirely by them. Check out:

About Hrishikesh Bhardwaj

Tv specialist. Falls down a lot. Typical troublemaker. Hipster-friendly advocate. Food fan.

Check Also

Conversation with Gloria Groove was decisive for Lina to go to BBB

In conversation with Arthur Aguiar and Tiago Abravanel in the room of the leader of …